O verão está acabando, mas se você ainda pretende viajar com a família para curtir o sol e piscinas, é importante saber algumas medidas de segurança para evitar o afogamento dos pequenos. Confira!

O verão é a época de aproveitar os dias de sol e se refrescar na água. Durante essa estação muitos pais levam as crianças para curtir uma piscina. Mas você sabia que os afogamentos são a segunda maior causa de morte acidental em crianças, estando atrás apenas dos acidentes de trânsito? E ao contrário do que se imagina, o acidente ocorre de forma silenciosa! Portanto, é preciso ter muito cuidado com as crianças e supervisioná-las sempre que estiverem na água.

A Sociedade de Pediatria de São Paulo recomenda simples atitudes que garantem segurança dos pequenos na água. Veja:

Nunca deixe crianças sozinhas na piscina: É comum ocorrerem câimbras ou contusões dentro d’água, por essa razão é crucial a supervisão de um adulto sempre que as crianças estiverem na água.

Cuidado em piscinas rasas: As crianças adoram mergulhar ou pular na piscina, mas muitos acidentes acontecem por mergulhos na piscina rasa. Sempre oriente as crianças para nunca mergulharem de cabeça.

Mantenha a distância recomendada para menores de quatro anos: A distância máxima entra a criança e o adulto deve ser de um braço esticado.

Mantenha a área da piscina fechada: Para evitar que a criança caia ou entre na piscina sozinho cerque a área com grades, portão e um alarme sonoro.

Retire os brinquedos e cubra a piscina: Os brinquedos atraem as crianças e elas podem afogar na tentativa de pegá-los.

Evite corridas e brincadeiras ao redor da piscina: A área da piscina deve ter piso antiderrapante, todavia é bom evitar atividades de risco ao redor dela.

Oriente as crianças a utilizarem a escada para entrar ou sair da água: As escadas ajudam a evitar quedas muito próximas ao parapeito da piscina.

Use sempre o colete salva-vidas em passeios de barcos e afins: Os coletes salva-vidas certificados e com tamanho adequado para a idade são mais seguros que flutuadores (boias de braço, câmara de pneu, prancha).

Evite o “caldo”: Exponha para as crianças os riscos do famoso “caldo”, prática de usar a força para empurrar a outra pessoa para de baixo d’água, podendo causar afogamento.

Cuidado com os ralos: Muita atenção para a sucção, pois alguns tipos de ralos podem sugar cabelos, roupas e até mesmo braços e pernas, levando ao afogamento.

Atenção com as áreas danificadas: As bordas da piscina com acabamentos quebrados ou lascados podem provocar cortes e dilaceração.

Curta o verão de maneira tranquila e livre de acidentes com esses simples cuidados. E conte com a Mala Cadabra para transformar sua viagem num momento mágico.