Ao chegar no aeroporto, quando você se depara com aqueles quiosques de lacração de bagagens próximos das áreas de check-in e embarque, pode surgir a dúvida sobre embalar (plastificar) ou não sua bagagem. Será que vale a pena mesmo ou é um serviço desnecessário?  Investigamos sobre o assunto para ajudar na sua decisão. Veja abaixo:

embalar

Não é preciso procurar muito para ver relatos de extravio, violação, furtos e danificação de malas durante o trajeto de viagem. Os casos mais vistos atualmente são os desaparecimentos delas no aeroporto e o furto de objetos que estavam dentro da mala. O foco principal desses atos são as malas que chegam do exterior, pois normalmente elas estão com algum produto de valor que foi comprado na viagem. Infelizmente, o viajante só irá perceber que o fato aconteceu com sua bagagem quando pegá-la no destino. E muitas empresas de seguros de mala não cobrem furtos de objetos.

Para não enfrentar esse problema, umas das maneiras de se prevenir é a lacração através do embalamento feito com sistema de plastificação. Por meio de uma máquina específica, cada bagagem é envolvida por uma película protetora que cria uma manta plástica de alta resistência devido a sobreposição da película de plástico sobre os objetos. O processo de embalamento é simples e rápido, sem tomar muito do tempo do viajante. Esse serviço protege a mala contra arranhões, batidas, cortes e tentativa de abertura.

Se você olhar uma mala embalada após o voo, poderá ver a embalagem arranhada e danificada, mas com a mala intacta. A embalagem preserva não só a mala, mas também o que está dentro da mala, além de ser um item de segurança na tentativa de violação da mala para furtos de objetos, pois mesmo com objetos cortantes, abrir a embalagem é demorado e pode gerar a desistência de quem tiver a intenção do furto. Outra vantagem é que algumas empresas oferecem o plástico colorido, o que facilita o reconhecimento da bagagem.

Uma dica importante é guardar sempre o ticket que é dado pela empresa após embalar a mala, ele será o comprovante do seguro caso precise. Em caso de extravio, procure sempre o posto de “Achados e Perdidos” para fazer uma ocorrência, pois sem a ocorrência a companhia e a empresa não irão poder te ajudar. Tirar fotos das bagagens antes e depois de embalar ajuda na identificação caso haja o extravio.

Embora o preço do serviço possa ser alto em algumas empresas e aeroportos, suas vantagens fazem valer a pena, evitando problemas que podem causar gastos excessivos e atrapalhar sua viagem.

Se você passou por alguma experiência relacionada ao assunto, ou tem dicas sobre as empresas que fazem esse serviço, deixe seu comentário.